terça-feira, 9 de outubro de 2012

Uma parte de mim

Um dia, um professor me mostrou esse texto, e instantaneamente me identifiquei...
Hoje, anos depois, uma amiga postou uma citação dele no facebook e me fez lembrar daquela época.
Acredito que você também irá identificar-se em algum momento da sua vida!

Segue o texto:

Traduzir-se
(Ferreira Gullar)

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.


Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.


Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.


Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.


Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.


Traduzir-se uma parte
na outra parte
-que é uma questão
de vida ou morte-
será arte?